terça-feira, 25 de outubro de 2016

ITAPEBI – Professores ocupam a prefeitura por falta de pagamento

A cidade de Itapebi  vem sofrendo descaso total ao longo da administração do prefeito “FANTOCHE” Drº Francisco Brito. Um prefeito que após assumir a administração do município de Itapebi em 01 de janeiro de 2013, teve apenas alguns meses de sucesso.
Sem receber salários, os servidores da educação de Itapebi ocuparam a prefeitura da cidade na manhã de segunda-feira 24/10. Professores, funcionários e serviços gerais, além de outros colaboradores, estão no imóvel desde as 10h após assembleia da categoria na escola ACM e ficarão por tempo indeterminado, a greve foi decretada por atraso no pagamento dos salários já há mais de 14 dias.
Segundo informações junto ao professor Reginaldo Ribeiro, o objetivo da greve é de sensibilizar e mobilizar os profissionais em solidariedade aos servidores que estão sem receber salário atingiu seu objetivo. O Secretário (Prefeito de Fato) Wellington “FLORISVALDO” Nunes afirmou em entrevista à uma Rádio local que os salários serão regularizados nesta terça-feira 25/10. 
Reginaldo Ribeiro informou ainda que hoje não terá aula, pois mesmo que se cumpra o prometido e os salários se regularizem , as devidas confirmações só acontecem no final do dia. Fica aqui a torcida para que realmente se paguem os funcionários e os alunos retornem às aulas  mais breve possível.

Entenda o caos que vive Itapebi

Nos primeiros meses de 2013, Drº gozava de muito prestigio e confiança com a população itapebiense. Este prestigio aumentou quando ele assumiu uma divida de salários atrasados deixado pelo prefeito derrotado Cláudio Carvalho, debito este referente a salários de dezembro de 2012 e 13º salários.
Após fazer uma belíssima festa em 1º de maio “Festa do Trabalhador”, o prefeito, “Na época prefeito de fato e direito”, Drº Francisco Brito divulgou extratos das contas do município onde contava uma sobra em caixa (Janeiro, fevereiro, março e abril) no valor de R$ 2.168.000,00 (Dois milhões, cento e sessenta e oito mil reais).
Este valor, segundo o prefeito, era a economia que sua gestão estava fazendo para cumprir as promessas de campanha, dentre elas o asfaltamento da cidade. O valor acima divulgado prova que já naquela época, o município tinha uma sobra de caixa após pagar folha e fornecedores de mais de R$ 500.000,00 (Quinhentos mil reais).
No mês de junho de 2013, Drº Francisco Brito realizou o maior São João da história de Itapebi. Infelizmente a partir desta data o município entrou num declínio administrativo, mesmo com a ótima receita do município, algo em torno dos R$ 3 à 3,5 milhões de reais mensais.
A população de Itapebi passou a conviver inicialmente com três quadrilhas montada dentro da prefeitura para usurpar o dinheiro público de Itapebi. Dentro de pouco tempo, comandado pelo advogado Marcos Adriano, ficou um único grupo sugando as verbas municipais, as quais já não eram suficientes para pagar folha e alguns fornecedores.
Para piorar a situação do município, o prefeito Drº Francisco passou o comando total e incondicional ao então Secretário de Administração e governo, “Florisvaldo Nunes”, cidadão este que foi preso no exercício da função ao ser descoberto que o mesmo usava por 20 anos o nome do falecido irmão, fato este que revelou sua verdadeira identidade Wellington Nunes.
Para surpresa da população, mesmo depois da prisão ao sair, o então prefeito “FANTOCHE”, Drº Francisco Brito nomeou novamente o agora Wellington Nunes no mesmo cargo e com os mesmos poderes de “PREFEITO DE FATO”. A população de Itapebi voltou transpirar alegria com o afastamento de Drº Francisco, fato que baniu a quadrilha que surrupiava os cofres públicos.

As vésperas de completar dois meses do retorno de Drº Francisco de Brito por determinação judicial, Itapebi vivencia um caos de proporções inimaginável. Com Wellington “FLORISVALDO” Nunes mais uma vez como prefeito de fato, os serviços essenciais não funcional, funcionários sem receber salário e as verbas municipais mais uma vez sendo desviada.

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.