quarta-feira, 1 de junho de 2016

L I N G U A G E M



O RELATÓRIO “CUJO”. O leitor diz ter dificuldade em empregá-lo, e pede uma dica prática. Basta saber que “cujo” equivale a “do qual, da qual” e seus plurais: Vejamos: Tenho um livro cujo dono (dono do qual) primitivo foi governador do estado. Amei uma moça cujos olhos (os olhos da qual) eram orientais. Observe a concordância com o nome antecedente do relativo “cujo” – livro e moça. Aplicando-se essa regrinha prática, não há perigo de não acertar. Fiz-me entender? (Por Paulo Roberto, jornalista e professor)

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.