quinta-feira, 3 de setembro de 2015

GOVERNO ALMIR MELO

Não vou dizer que é uma unanimidade a rejeição do prefeito Almir Melo, mas, se fosse, não seria burra, como de toda unanimidade dizia o escritor Nelson Rodrigues. Creio que posso dizer que a população de Canavieiras, pela grande maioria, e bote maioria nisso, torce o nariz para a administração municipal que temos aí. Sem rumo nem prumo, para usar o lugar-comum mais à mão. 

Aliás, ao que tenho verificado na minha prática com o povo, esse “sem rumo nem prumo” ainda diz muito pouco. Ou nada, mesmo. Sim, das minhas andanças pela cidade, ouvindo pessoas de todos os níveis sociais e grau de instrução, não posso dizer que já encontrei, até hoje, um só vivente que falasse bem do prefeito Almir Melo. Para dizer tudo de uma vez, até descomposturas, em cima dele e seu governo, tenho ouvido. 

E aqui estou eu a descambar pelo exagero, até porque não sou político, ainda menos eleitor ou partidário de ninguém. Voto de vontade livre, ainda por causa do fato de não ser pesado a reizinho político nenhum. E notem que, na última eleição, municipal, atendendo um pedido da minha sogra, eu também votei com Almir Melo. Macaco velho, meti a mão na cumbuca. Quase a ver-lhe uma estrela na testa. 

Ora, não esquentou ele a cadeira de prefeito, e foi logo dizendo a que veio. Isto é, a coisa nenhuma. Pelo menos, é o que está na boca do povo. E se vê. Será o sentimento geral da cidade. Basta ouvir a voz das ruas. Ainda, para dizer tudo, é de ver que o prefeito-reizinho deixou-se deslumbrar com o cargo, e eu confesso que, não obstante a sua experiência, cheguei mesmo a acreditar na sua maturidade, pessoal e política. 

Enganei-me, prefeito Almir, como também se enganou a grande maioria que lhe confiou o comando dos destinos de Canavieiras. Somos todos vítimas da mesma sedução fácil. Fomos todos traídos. Redondamente. E a maioria vítima, já se vê, é a nossa Canavieiras, cuja municipalidade vai descendo correnteza abaixo de uma administração de todo desconvencida dos seus princípios e deveres. Um desastre, diga-se. 

Mas é de esperar, eu creio nisso, que Canavieiras na próxima eleição de prefeito saberá, perfeitamente, dar a volta por cima, retomando o rumo do seu destino de cidade progressista, reconhecido berço de ideias pioneiras, em todas as manifestações do espírito. De mim, confio no destino da nossa cidade. No seu futuro certo. Concluindo estas linhas, não posso menos de gritar – Enganei-me, prefeito Almir!
 
(*) PAULO ROBERTO é professor universitário e jornalista com passagem por jornais impressos em São Paulo e é editor do blog De Olho em Canes.

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.