quarta-feira, 16 de setembro de 2015

E para o brasileiro, nada, só imposto?

Documentos obtidos com exclusividade pelo site "Fato Online" revelam como foram celebrados contratos entre o BNDES, o governo de Angola e a Odebrecht. Bilionários, eles ajudaram a empresa a expandir seus negócios no continente africano, e também deixaram um pouco mais rico o presidente angolano, Eduardo dos Santos, que completará 36 anos no poder. Segundo o "Fato", as negociações saíram por pressão do então presidente Lula, e graças a esse "empurrãozinho" Angola abocanhou 33% dos investimentos do BNDES em obras nos países da África. Uma festa! 

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.