segunda-feira, 24 de setembro de 2018

“A gente vota numa cachorra e até num jumento. Não é Lula que está mandando?”


Fernando Haddad, no sertão pernambucano, é Adraike, Adauto, Andrade, Alade ou Radarde. 
A Folha de S. Paulo entrevistou eleitores em Solidão, Quixaba e Calumbi, cidades nas quais Lula teve 90% dos votos em 2006. 
Eles disseram sobre o poste: 
“Não sei o nome não, mas estou grudado em quem Lula mandar. Ele é o filho de Lula, né? Escutei dizer que era”. 
E: 
“Não precisa conhecer esse aí do nome em inglês. Quando a gente apertar o número de Lula na urna, aparece na foto. Aí eu falo: ‘prazer, Adraike’.” 
E: 
“É como todo mundo diz aqui. A gente vota nesse pé de planta, numa cachorra e até num jumento. Não é Lula que está mandando? Pronto. Se deixarem, eu vou ficar no lugar dele lá na prisão”. 
E: 
“Como é mesmo o nome? Acho que vi uma vez passar no repórter. Mas, olhe, Deus é um só. Primeiramente Deus e depois Lula. Não, não. Troque aí. Os dois empatados. Lula e Deus”. 
Só uma menina de oito anos saiu do curral, dizendo: 
“Lula nada. É Bolsonaro”.
CLIQUE AQUI E CURTA NOSSO BLOG NO FACEBOOK

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.