quarta-feira, 23 de agosto de 2017

Entrevista: Prefeitura fará festa de aniversário da cidade e prefeito anuncia obras ao Falando a Verdade

  Vice-Prefeito Paulo do Gás,Radialista-Blogueiro Paulo José,Prefeito Oziel Bastos e a mulher Clébia Bastos,Sec.Ação Social.
O prefeito Oziel da Ambulância, esteve no programa “Falando a verdade” da Regional Sul FM, apresentado por Paulo José, e ao lado do vice Paulo do Gás, pontuou algumas ações da sua gestão e também para falar sobre a festa Camacan e o cacau, que terá início dia 31 de agosto. Entre outras coisas, o prefeito disse que não vai permitir que comerciantes de outras localidades, venham vender seus produtos na cidade, sem pagar os tributos necessários, porque eles devem pagar os mesmos impostos, que os comerciantes locais, sempre pagaram. Segundo o prefeito, os ambulantes, vão ter que se cadastrarem na prefeitura municipal, para poderem vender seus produtos nas praças e avenidas da cidade. “Já que eles querem trabalhar aqui, vão ter que pagar por isso”, disse o prefeito. 
Entrocamento da cidade:

O prefeito também destacou sobre a construção de um rodoanel no entrocamento de Camacan                   na BR-101. Os estudos no local, já foram realizados e brevemente os trabalhos terão início. Vale lembrar que essa obra, é fruto de uma emenda parlamentar conquista através do Dep. Estadual Pedro Tavares, (PMDB-Ba), que está com o prefeito desde o início de seu mandato. Além do contorno da entrada da cidade, o prefeito, também anunciou a construção de uma pequena rotatória na entrada do distrito de São João do Panelinha. O local já recebeu alguns pavimentos com grama e brevemente será asfaltado. 
Salários dos servidores: 
Oziel comentou ainda que tem pago rigorosamente o salário dos servidores, principalmente dos garis, porque estes profissionais, que tanto se esforçam para deixar a cidade limpa, sempre foram prejudicados, porque são os que mais precisam, e sempre foram os últimos a receber. 
Sobre a festa da cidade: 

Ele disse que este ano, a Bahiatursa, e os bancos, ficaram de fora dos patrocínios e comentou que esteve pessoalmente procurando os gerentes das agências bancárias, mas nenhum deles, dispuseram do patrocínio, que contribuiria com a contratação de atrações, por isso, toda festa será gerida com recursos próprios.
“Alguém pode até dizer que as atrações da festa da cidade, estão fracas, mas não podem dizer que está faltando remédios nos postos de saúde, ambulância para o transporte de pacientes “, disse. O gestor frisou que o município de Camacan, deveria receber pouco mais de 1 milhão da repatriação, que seria deixada da gestão passada, mas recebeu apenas R$ 66 mil, o que prejudicou bastante a sua gestão.
Fonte/O tempojornalismo

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.