quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Morre cardeal símbolo da luta contra a ditadura no Brasil

A igreja católica está de luto.  Morreu na manhã desta quarta-feira, em São Paulo, o cardeal d. Paulo Evaristo Arns, aos 95 anos vítima de uma broncopneumonia. 
    Foto: reprodução Youtube
Arns estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Santa Catarina desde o dia 28 de novembro e, nos últimos dias apresentou piora no sistema renal.
Durante muitos anos, Paulo se dedicou aos presos da Casa de Detenção do Carandiru e, em 1969 teve contato com vítimas do regime militar. Foi neste momento que iniciou a luta em defesa dos direitos humanos que acabou marcando sua carreira religiosa. 

O cardeal ficou conhecido como o homem que a ditadura não silenciou por causa de sua atuação e resistência durante o regime militar no Brasil.

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.