quinta-feira, 26 de maio de 2016

O adeus de Piti-Piti a 47 anos de comércio

9-3
Ele começou a trabalhar na saudosa Sorveteria Triunfo, de Josué Costa Nunes, que ficava ao lado do lendário Cine Glória, na rua 13, isso nos idos de 1969.
Foi aí que surgiu o apelido Piti-Piti, alusão a gaguez que se manifestava mais forte quando Ivonildo, Ronaldo, Sapo, Carlinhos, Armando, Jairinho Tranca-Rua e outros rapazes da época se divertiam o irritando ao pedir que repetisse o nome dos picolés disponíveis.
Wilson Guerreiro Leite, consagrado Piti-Piti, 62 anos, 3 filhos, acaba de fechar as portas da sua lanchonete e bar O Brasão, na avenida Rio Branco. O Brasão foi de Piti-Piti durante 33 anos. Antes foi de Boinha da Paz, por lá passando também Armando, o Seu Du.
Ele diz que ainda estão vivas as lembranças das seguidas madrugadas que passou no balcão d`O Brasão, fosse dia de semana, domingo ou feriado, com alguns momentos críticos, quando até ganhou no corpo marcas de garrafadas e até punhalada.

Mas Piti-Piti faz questão mesmo é de guardar na memória os muitos amigos que fez durante os 47 anos que passou na Triunfo e na sua O Brasão, pelos quais guarda muita gratidão.
Tabu Online

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.