quarta-feira, 25 de maio de 2016

ACONTECEU HOJE: SEGUNDA AUDIÊNCIA PÚBLICA PARA DISCUSSÃO DA CONCESSÃO DA ÁGUA EM CAMACAN

2ª  Audiência Pública para avaliação dos prós e contras,manter a concessão da água com a EMBASA, municipalizar,ou até privatizar.(Quarta-Feira,25 de maio )

A Audiência foi iniciada pelo Presidente da Câmara, Valdir Veloso, em seguida formou-se a mesa de abertura composta pelo  Prefeito Arildo Evangelista, o Secretário de Agricultura e Meio Ambiente, Lévison ,além de Michelle Boaventura e demais representantes da EMBASA.
A EMBASA,mais uma vez,explicou como é a prestação de serviços em nosso município e como funciona a contratualização.
Valdir Veloso lembrou que a minuta para concessão da exploração da água em Camacã vem sendo construída democraticamente com a participação da comunidade em reuniões extraordinárias que vem acontecendo desde a Audiência Pública anterior, em 06 de maio de 2016.
Dr. Rubem Moreira,pré-candidato a prefeito,defende a municipalização e criticou a concessionária por ter sido falha em contrapartidas nos anos de contrato, criticando duramente os serviços prestados e o valor cobrado pela EMBASA até então.
Os vereadores concordam que o novo contrato de concessão será construído da forma que a comunidade quiser.
O vereador Deco Lima questionou se a prefeitura, em caso de municipalização, teria como arcar com os custos de manutenção da água e como ficariam os investimentos feitos pela empresa anterior e pediu ponderação e avaliação criteriosa na tomada de decisão.O vereador e pré-candidato a prefeito pelo PSDB ,Aroldinho do Povo ,compareceu algum tempo depois, e justificou-se dizendo  que estava acompanhando a mãe ao médico,em seguida  ressaltou que estar disposto a lutar pelos interesses da cidade e da população .
Valdir Veloso, presidente da Câmara de Vereadores de Camacan propôs que se visitasse municípios onde a concessão não é da EMBASA para um verificação dos serviços prestados pelas concessionárias e verificar o grau de satisfação dos consumidores.O prefeito Arildo Evangelista garantiu que tudo será feito em acordo com a vontade da população e da melhor forma possível para que não se comprometa a qualidade do serviço.
Joabson Ribeiro, conselheiro jurídico da Câmara de Vereadores de Camacan sugeriu as discussões para se encontrar um denominador comum entre o ônus e o bônus e a criação de duas comissões formadas por vereadores em que uma avaliaria o desempenho da EMBASA e outra as outras possibilidades e, essas comissões, apresentariam os resultados em 60 dias para uma tomada de decisão.














Fotos de Antonio Carlos Moura

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.