terça-feira, 15 de março de 2016

Radialista acusa PMs de abuso de autoridade

O radialista Luiz Santos acusa Policiais Militares de Feira de Santana, a 109 km de Salvador, de abuso de autoridade. De acordo com Santos, ele foi levado a delegacia após uma ocorrência de trânsito junto com os PMs, na manhã desta terça-feira, 16, no interior do Centro de Abastecimento da cidade.
"Parei o carro para fazer as compras e minha esposa estava assumindo a direção para sair do local, quando uma viatura parou atrás e mandou sair da frente. Avisei que minha esposa já estava saindo", disse o radialista, que informou ainda que a viatura não estava com a sirene e nem o giroflex ligados. 
Segundo Santos, foi nesse momento que os policiais começaram a xingá-lo. "Me chamaram de vagabundo, mau elemento, v..., desceram e foram revistar meu carro e a mim", contou.
Indignado com a situação Santos argumentou com os policias a abordagem, dizendo que eles estavam sendo arrogantes. "Em momento nenhum falei que era radialista, mas disse que iria comunicar a ação ao Coronel Adelmário Xavier (Comandante de Policiamento da Regional Leste). Foi ai que eles me jogaram na viatura e me levaram para a delegacia", relatou.
Santos já prestou queixa na corregedoria da Polícia e já conversou com o Coronel Xavier que informou o procedimento que será dado ao caso. "Já passei o depoimento do Luiz para o major da guarnição que realizou a abordagem. Será aberta uma sindicância para apurar o caso. Daqui a 30 dias, com o resultado da sindicância o caso pode ser arquivado ou será aberto um PDS (processo Disciplinar Sumário) que pode punir os PMs envolvidos", esclareceu o Coronel.
O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Radiodifusão e Televisão de Feira de Santana (SITRERT) criticou a atuação dos policiais. "Luiz Santos é mais uma vítima do abuso de autoridade praticado contra os cidadãos, embora, claro, essa não seja a orientação do alto comando da Polícia Militar. Diante de tais fatos, a diretoria do Sindicato dos Radialistas de Feira de Santana apresenta a sua solidariedade ao profissional", informava a nota assinada pelo presidente do sindicato Valter Vieira.

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.