quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Eleições 2016: voto impresso vai acabar a desconfiança

Eleições 2016: voto impresso vai acabar a desconfiança
A desconfiança generalizada dos eleitores brasileiros das urnas eletrônicas e do processo de apuração não terá mais razão de ser. O Congresso derrubou o veto da presidente Dilma e manteve a regra estabelecida na minirreforma política que cria a impressão do voto em papel, logo após o eleitor votar na urna eletrônica. Este comprovante, porém, não ficará com o eleitor, será depositado em um local que será lacrado. O TSE estima que a nova regra eve gerar um custo de R$ 1,8 bilhão. O voto impresso já vale para as eleições municipais de 2016.

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.