quinta-feira, 10 de setembro de 2015

BAHIA: FALTA GESTÃO NAS PREFEITURAS

ges

Por conta do aumento previsto do salário mínimo para R$ 865 no ano que vem, a União dos Municípios da Bahia (UPB) prevê um caos nas contas das prefeituras do estado. De acordo com a presidente UPB, Maria Quitéria, a crise deve virar “caos” em 2016, com as gestões em vias de “falência”.

Mas uma curiosidade, como as prefeituras vão aumentar as receitas, diminuir despesas e resolver os problemas do déficit mensal e do endividamento?

Sem respostas objetivas, sem transparência e sem profissionais capacitados nas suas áreas, será impossível levantar os recursos para evitar o agravamento do problema financeiro devido ao aumento do mínimo associada à queda da arrecadação municipal.

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.