quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Maioria vota contra, porém prefeito tem contas aprovadas

Com o voto contrário dos vereadores Deny, Moreira, Nilton, Nide e Cacá, foram aprovadas as contas do prefeito Almir Melo de 2013. 

Em contrapartida aos 5 votos pela rejeição das contas, votaram pela aprovação três vereadores, Jorge, Dalva e Cleonildo. O vereador Quinha de Giru, por conveniência, não compareceu à sessão. 

Apesar do 3 a 5, as contas foram aprovadas, porque tinham parecer favorável do Tribunal de Contas. Pela legislação atual, para rejeitá-las eram necessários 6 votos e não 5, conforme aconteceu. 

Mistério continua - Nas contas do prefeito Almir Melo teriam aparecido notas fiscais de despesas que a prefeitura fez no prédio da Escola Maria de Nazaré. Só que essa escola não existe desde o início do governo de Almir, porque ele próprio a fechou. 

O prefeito também apresentou despesas que teriam sido feitas na reforma de um prédio público onde funcionaria uma escola de dança. Conforme é público e notório, não existe e nunca existiu na cidade essa escola pública de dança. 

Essas foram apenas duas das denúncias feitas por 7 vereadores, entre eles Dalva e Quinha. Esses dois casos continuam um mistério até hoje, já que tais despesas não foram explicadas até agora. 

Os vereadores Cacá, Nide, Nilton, Moreira e Deny mantém a denúncia. Já Dalva e Quinha, por algum forte motivo, mudaram de opinião e resolveram não mais denunciar o prefeito. (Fonte:TabuOnline)

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.