sexta-feira, 14 de agosto de 2015

COMEÇAM APARECER OS NOVOS NOMES DE CAMACAN PARA DISPUTA ELEITORAL 2016

Postado por 

Tem gente que acha que ainda é cedo. Tem gente que pensa que colocar o nome agora pode ser um tiro no pé – mas joga o nome na boca do povo pra medir a aceitação. E tem os mais corajosos, aqueles que já estão angariando declarações de apoio de pessoas influentes, para tentar emplacar suas prováveis candidaturas, antes mesmo do encerramento do prazo para filiações de candidatos.
Na verdade, assim como nos bastidores da política nas grandes cidades, em Camacã, o cerco à pessoas que se destacam em alguma área de atuação popular para tornar puxadores de votos, já começou. E começou muito antes do previsto, se considerar que estamos a mais de um ano do dia da votação. O que significativamente vai fazer com que os mandatários da política local terão que arcar com uma “pré-campanha inflacionada” ou seja, vão gastar mais dinheiro para fechar acordos políticos com lideranças populares e custear muito mais despesas de eventos de promoção dos nomes que postulam candidaturas, sendo que esse tipo de despesa só costuma aparecer no ano de eleição. Sendo assim, a conta vai ficar maior para todos – já que os candidatos a vereança que ainda não definiram por qual sigla sairão pras ruas, vão fechar acordos com quem der mais...e antecipado. É o que se ouve nos bastidores.

NOVOS NOMES Há quem diga que em 2016 o povo de Camacã pode dar uma resposta muito diferente do que tem se visto nas últimas eleições: Primeiro, por parte da população preocupada com a atenção dada ao sistema municipal de educação que notoriamente sofreu um baque lastimável e causou um vexame nacional, quando na representatividade legislativa tinha um considerável quadro de “nobres edis” que se pensava “brigar muito” pela categoria educadora. Nesse caso, consultado, o presidente da APLB – Entidade que representa a classe, já respondeu "Sim”. Haverá um candidato de consenso da associação. Entretanto ainda será deliberado em assembleia sobre este assunto que ainda não tenha definições. Garante Agnevan Nascimento.

Segundo, por aparição de nomes ligados a atual administração, que após o desgaste político de prefeita e vereadores, tentam descolar sua imagem do governo local para se lançar como uma nova proposta. Aqui cabe frisar que vão aparecer aqueles que estavam mais próximos (...)
E por último, a entrada de alguns novos nomes antenados com a política regional e que já tem relevante participação no cotidiano de Camacã. Tais como o atual prefeito de Mascote, Washington Santana, convidado por um grupo político local para ancorar uma legenda para prefeitura e para aquecer a disputa para as 13 cadeiras da câmara, o comunicador da regional Sul FM, Paulo José, apontado por mentores políticos como uma aposta ousada na transparência das contas públicas.

De camisa laranja, PAULO JOSÉ locutor da FM recebendo Homenagem dos Vereadores- TÍTULO DE CIDADÃO DE CAMACAN
Nesse caso, tanto para o executivo quanto para a vereança pode-se notar que abriu-se um espaço para entrada de novos nomes que não tem residência fixa na cidade, se prepararem para o pleito que promete mostra uma cara bem diferente das últimas disputas.


Relembrando o começo dessa reportagem: ainda é muito cedo para definições, mas há que considerar que estamos vendo portas abertas para chegada de outras figuras marcarem posição no desgastado momento político da já cinquentona Camacã. 

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.