sábado, 30 de novembro de 2013

Crueldade! Garota teve virgindade vendida pela mãe por R$ 50

A irmã mais velha de X., a garota que teve a virgindade vendida pela mãe por R$ 50 quando tinha 9 anos, fez um desabafo nesta sexta-feira (29). Há um ano, de acordo com o Jornal Extra, ela resgatou a menina da casa onde morava com a mãe, em Marechal Hermes, na Zona Norte do Rio, onde era obrigada a fazer programas em troca de dinheiro, bebidas e drogas.
Em entrevista a publicação, a moça afirmou que descobriu sobre os abusos quando a adolescente prestou depoimento aos policiais da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV), este mês. “Antes, eu desconfiava que algo muito ruim havia acontecido. Perguntava, mas a minha irmã se recusava a falar. Aí, a polícia recebeu uma denúncia que acabou gerando a investigação. Minha irmã foi chamada para depor e contou ao policial o que havia acontecido. Foi quando eu descobri. Fiquei muito, mas muito triste. O que quero hoje é que minha mãe seja presa. Ela tem que pagar”, relatou.
Ainda na entrevista, a auxiliar de creche, de 20 anos, contou que foi abandonada pela mãe com o pai aos 2 anos, com um irmão de 8 meses. Os outros seis irmãos foram criados pela mãe. Um deles morreu aos 12 anos. Os dois caçulas foram tirados da mãe pelo Conselho Tutelar e estão em abrigos. Um deles é uma menina de 12 anos que a auxiliar de creche desconfia também ter sido abusada sexualmente. ”Minhã irmã contou que chegou a fazer programa com ela. Mas, infelizmente, essa minha outra irmã se perdeu. Ela usa drogas, volta e meia foge de casa, foge do abrigo… Infelizmente, não conseguiu dar a volta por cima como a outra”, contou.
A auxiliar de creche lembrou, ainda, que mesmo sem morar com a mãe a encontrou algumas vezes, quando a mulher aparecia em sua casa para uma visita. Nessas ocasiões, ela confrontava a mãe sobre o vício em drogas e bebidas. “Ela teve oportunidade de se tratar. Não o fez porque não quis. Por isso, não a perdoo e nem sinto nada por ela. Somente a reconheço como a mulher que me colocou no mundo. Não tenho amor nem carinho”, completa.
Em seu depoimento aos agentes da DCAV, além de contar detalhes dos abusos que sofreu, X. disse também que era espancada pela mãe quando se recusava a fazer sexo com algum cliente. Todos os acusados responderão por estupro de vulnerável e exploração sexual de menor de idade. A mãe da menina responderá, ainda, por por maus tratos e abandono intelectual, material e de incapaz.
Investigações
A polícia está à procura da mãe de X. e do homem que comprou a virgindade da menina, o militar da reserva Alexandre Ítalo Oliveira Santos, o Alex, de 60 anos. Também está sendo procurado George Correia Teteu, o Jorge, de 58 anos, acusado de abusar da garota. Nesta quinta, os agentes da DCAV estiveram no último endereço da mãe de X., em Piedade, na Zona Norte do Rio, mas ela não foi encontrada. Outros cinco homens que estupraram X. foram presos.
De acordo com o Extra, os acusados foram reconhecidos pela vítima por meio de fotos. Os agentes que ouviram o depoimento de X. sobre os abusos o consideraram chocante. No inquérito, o delegado Marcello Braga Maia, titular da DCAV, disse que a mãe recebia “gorjetas” em troca do sexo com a filha. Segundo o policial, ela submeteu a menina “aos caprichos mais sórdidos de abusos sexuais, aproveitando-se da ingenuidade, fragilidade, pureza de uma criança para envolvê-la com os suspeitos em troca de gorjetas”.

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.