terça-feira, 13 de novembro de 2018

Alguns animais sofrem ameaça de extinção. Jumento é de extermínio;Miguel Calmon e Itapetinga, às vezes até 300 por dia em cada.


Por Levi Vasconcelos
Uma pausa nas nossas querelas políticas para falar de um assunto sério.Dizem os ativistas da causa animal que algumas espécies exigem atenção especial por estarem ameaçadas de extinção, quase sempre por conta de uma ação mais irresponsável do que intencional do homem, mas no caso dos jumentos há um diferencial perverso: a ameaça é de extermínio por conta de uma ação deliberadamente assassina.Confere. É crescente nas redes sociais a indignação contra o intensivo abate de jumentos em frigoríficos de Miguel Calmon e Itapetinga, às vezes até 300 por dia em cada.Suscita a pergunta: que mal fez esta espécie de tantos e tão relevantes serviços prestados à humanidade para ter um destino tão cruel?
Bolsas e sacolas
Como a legislação brasileira proíbe o abate de jumentos para o consumo da carne, a crueldade se amplia. Os chineses que fazem o abate em Itapetinga, por exemplo, dizem claramente que só se interessam pelo couro, levado para a China como matéria-prima para bolsas, calçados e afins. Convenhamos, é algo que beira a estupidez nestes tempos em que se fabricam até próteses com outros materiais.Dia 25 próximo,um domingo, a Frente Nacional em Defesa dos Jumentos vai protestar no Farol da Barra. O grupo defende a criação de santuários para colocar os animais, mas, por agora, o fundamental é conscientizar. Claro que é.
Adicione o BLOG PAULO JOSÉ no seu WhatsApp: (73) 9 9941-5577
Presenciou algo importante ou registrou em foto, áudio ou vídeo?
Então compartilhe com a gente.
WhatsApp do PORTAL: (73) 9 9941-5577

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.