sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Mais de R$10 milhões em negócios: a agricultura familiar brasileira faz bonito na Biofach

Mais de R$10 milhões em negócios: a agricultura familiar brasileira faz bonito na Biofach
Mais uma vez, a Biofach abriu as portas para os nossos agricultores familiares negociarem com profissionais do mundo inteiro. Os produtores brasileiros voltaram para casa com experiência, informação e novos clientes. Foram mais de R$ 10,5 milhões (US$ 3.406.000) em negócios fechados e prospectados para os próximos 12 meses. A Biofach, a maior feira de orgânicos do mundo, aconteceu de 15 a 18 de fevereiro, em Nuremberg, na Alemanha.
Por meio da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), agricultores familiares tiveram a oportunidade de expor seus produtos e fazer negócios com profissionais de diversos países. Foram mais de 220 contatos comerciais com consumidores de países como Estados Unidos, França, Alemanha, China, Áustria, Portugal, Holanda, Argentina, Polônia e Hungria.Em 2016, as sete cooperativas participantes contabilizaram cerca de R$ 2 milhões (US$ 555 mil) em negócios fechados na própria feira e R$ 4 milhões, para futuras vendas. Um total de cerca de R$ 6 milhões em negócios realizados e pré-negociados no evento. Já esse ano, os contatos e negócios fechados, juntos, somam mais de R$ 10,5 milhões.
“Os benefícios e vantagens gerados com a participação na Biofach vão além dos negócios fechados. Estamos falando da maior feira de orgânicos do mundo, com mais de 1.200 estandes de diversos países. É uma oportunidade para conhecer boas práticas e experiências que podem ser aplicadas para fortalecer a agricultura familiar brasileira. Voltamos para o Brasil com inúmeras oportunidades e acordos internacionais direcionados e, agora, é o momento de colher os frutos plantados durante todo evento”, destaca o secretário especial da Sead, José Ricardo Roseno.
A Biofach é a maior feira de orgânicos do mundo e serviu como uma vitrine para os produtos da agricultura familiar brasileira. “Só de estarem na feira, eles foram visitados por mais de 50 mil pessoas. Estar junto com milhares de expositores abre uma oportunidade importante para esse setor do Brasil (agricultura familiar) que tem vocação para a agricultura orgânica e para a agroecologia”, ressalta o coordenador geral de Assuntos da Agricultura Familiar e Cooperação Internacional da Sead, Hur Ben Corrêa da Silva.Nesta edição, a Biofach reuniu cerca de 2.700 expositores de mais de 80 países. A feira atraiu um público de mais 134 nações. No estande Brasil - Family Farming a agricultura familiar levou produtos como castanha-do-Brasil, cachaça, mel, café, arroz, manteiga e grão de cacau.
Discutindo os resultados
No último dia de feira, a equipe da Sead se reuniu com os agricultores e parceiros para analisarem os resultados os agricultores. Na ocasião, os produtores falaram as impressões que tiveram do evento, os pontos positivos e o que precisa ser melhorado. Eles ainda relataram os cases de sucesso e os negócios fechados durante a feira.A reunião também contou com representantes do Serviço Brasileiro de Apoio a Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e da Reunião Especializada da Agricultura Familiar do Mercosul (Reaf), que ressaltaram os pontos importantes para boas negociações, como os contatos para agendamento antes da feira e a importância de observar produtos e serviços que agregam valor a produção da agricultura familiar.Leia todas as notícias sobre a participação do Brasil na Biofach aqui. 
Portal do Ministério do Desenvolvimento Agrário

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.