sexta-feira, 6 de maio de 2016

ÁGUA CHEGADINHA NO SAL EM CANAVIEIRAS

Se continuar assim, só falta o caranguejo acompanhar a água salgada
Caso o meu sabonete não tenha vindo com defeito de fabricação, caso os choques dados pelo chuveiro não sejam apenas um pequeno curto-circuito, caso o meu paladar não tenha sofrido um problema qualquer, a única explicação que tenho é que a água distribuída pela Embasa em Canavieiras está muito salobra, ou seja, chegadinha no sal, como dizem os chefes de cozinha.
Após sete meses sem chuvas para elevar o lençol freático e sem chuvas torrenciais nas cabeceiras do rio Pardo, lá pras bandas de Minas Gerais, a cidade volta a padecer com a água distribuída com forte influência da maré. Não chega, ainda, a lembrar aquela servidas meses atrás, mas está se chegando pro gosto salobro com lembranças de sal.
Nada que lembre a inimitável água distribuída em Itabuna, mas se duvidar…

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.