quarta-feira, 27 de abril de 2016

Bomba fiscal: o STF precisa dizer não

O STF está julgando um caso que pode inviabilizar o sucesso de qualquer governo: se os estados poderão ter as suas dívidas com a União corrigidas por juros simples e não compostos.Se prevalecerem os juros simples, as contas públicas terão um rombo de 402 bilhões de reais.Os três estados que motivavam o julgamento são Minas Gerais, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, que entraram com mandados de segurança.O STF precisa dizer não a essa bomba fiscal que será paga por todos os contribuintes.

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.