segunda-feira, 21 de março de 2016

ACM Neto bate o martelo e escolhe Bruno Reis para ser seu vice nas eleições

Max Haack | Divulgação
Max Haack / Divulgação
Breno Cunha
As eleições deste ano em Salvador prometem e a novela em torno de quem ACM Neto (DEM) escolheria para ser o vice na sua chapa finalmente chegou ao fim. Pessoas próximas ao prefeito da capital baiana informaram ao Varela Notícias que o democrata já bateu o martelo e escolheu Bruno Reis (PMDB) para substituir Célia Sacramento na campanha para a reeleição ao posto principal do Palácio Thomé de Souza.
A escolha de seu vice não se deu de forma tão dura como se pensava e Bruno Reis saiu na frente de concorrentes como Luiz Carrera (PV), Sylvio Pinheiro (Sucom), Guilherme Bellintani (PPS) e por ter a seu favor uma série de fatores.
De todos que disputavam o posto de vice de Neto no pleito de outubro, Bruno Reis foi quem mais se aproximou politicamente do democrata nos últimos anos, a ponto de ser escolhido em 2015 para assumir a Secretaria de Promoção Social, Esporte e Combate à Pobreza – forma que Neto encontrou de deixá-lo cada vez mais próximo de seu governo. Além de “empregado” do prefeito, Reis é também amigo pessoal de Neto.
Diferente de diversos candidatos da oposição, ACM Neto apresenta a pouca idade – 37 anos – como “arma” para convencer o eleitor de que seu projeto de trabalho é diferente dos demais e representa “mudança” em relação aos que fazem política há décadas na Bahia (além de criar uma sintonia, sobretudo, com os mais jovens). Nesse caminho, Bruno Reis anda lado a lado com Neto: tem 38 anos de idade e sua juventude também pode ser usada como argumento para pedir votos.
Se eleito, é praticamente certo que, em 2018, ACM Neto deixará a Prefeitura para disputar o posto de governador do Estado. Nesse cenário, seu vice assumiria Salvador por dois anos com possibilidade de reeleição. Nada mais seguro, portanto, que deixar um homem de sua confiança para ocupar sua cadeira. Eis que este é mais um motivo para Bruno Reis ter sido escolhido: o secretário foi assessor parlamentar de ACM Neto de 2000 a 2010 no escritório político do então deputado federal na Bahia e tem total confiança do carlista.
Se quiser manter a paz com aliados no seu próximo mandato, ACM Neto (DEM) tem que fazer de tudo para seguir em harmonia com os irmãos Lúcio Vieira Lima e Geddel Vieira Lima, caciques do PMDB baiano. A escolha de Bruno Reis, recém-filiado ao partido, para ser seu vice também é uma estrategia para fortalecer essa aliança na Bahia.

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.