sábado, 17 de outubro de 2015

Greve continua e prefeito desaparece

Com o plenário da Câmara de Vereadores lotado, os professores decidiram neste sábado continuar em greve, que já passa dos 10 dias, devido a atraso de salário.
Além dos professores, também estão sem receber salário escriturários, merendeiras, vigilantes e demais auxiliares do setor da educação.
Enquanto isso, continua desaparecido o prefeito Almir Melo, que teria simulado uma viagem a Salvador para fugir do panelaço que os grevistas fizeram na porta da emissora de rádio onde, às sextas-feiras, ele faz seu programa de rádio.
Lembrando que “já passamos do meio do mês e logo vencerá outro salário”, os professores e demais servidores dizem que não vão admitir que o prefeito pague um mês e continue com outro mês em atraso.
A assembléia foi dirigida pela professora Zezé Reis, da APLB/Sindicato, estando presente também os vereadores Nilton Nascimento e Nide Enfermeira.(Tabu Online)

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.