quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Polícia Militar aumenta em 50% número de blitzes no estado

Com o propósito de reforçar a segurança da população, a Polícia Militar da Bahia (PMBA) aumentou as ações preventivas nos principais corredores de tráfego das cidades baianas. A partir desta quarta-feira (2), aumenta em 50% o número de blitzes em todo o estado. A ampliação das operações estratégicas foi possível com a utilização de militares, que têm trocado alguns dias de folga pelo pagamento de horas extras garantidas pelo governo estadual. 

“Estamos agindo principalmente em áreas onde foram registrados os maiores índices de delitos, crimes praticados contra patrimônio e, principalmente, contra a vida, e apertando com as fiscalizações para que os índices sejam reduzidos”, explica o comandante do Esquadrão de Motociclistas Águia, major Ricardo Passos. 

As blitzes policiais buscam o combate a acidentes e crimes de trânsito, ao transporte de drogas e armas em veículos, e também inibir a atuação de infratores que almejam a prática de delitos, como assalto a pessoas e estabelecimentos comerciais, furtos a residências e outras diversas modalidades de crime. Além das abordagens, a Polícia Militar realiza cinco operações estratégicas simultaneamente em todo o estado. 

Até quem trafega com toda a documentação regularizada e mesmo assim é submetido às blitzes, como o engenheiro civil, André Vieira, se sente satisfeito com as operações policiais. O condutor foi abordado na manhã desta quarta, na Avenida Magalhães Neto, em Salvador, mas logo foi liberado pelos militares. “A gente sabe que é chato ser parado para passar por fiscalização e que esta atividade às vezes provoca engarrafamentos, mas concordo. Tem que ser assim. É uma maneira da PM garantir a segurança. Eu me sinto mais seguro e defendo que aconteça sempre”, afirmou André Vieira. 
No primeiro semestre deste ano, a PM abordou 1.046.840 carros e 2.426.371 pessoas, apreendeu 1.663 armas de fogo, recuperou 2.509 veículos e conduziu 16.314 pessoas às delegacias. Além disso, abordou 18.056 táxis e 17.460 coletivos, e registrou 3.103 ocorrências com drogas. 

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.