sexta-feira, 16 de março de 2018

MORDAÇA:Repórteres sofrem censura no Hospital de Base em Itabuna

Nesta quinta-feira (15), os repórteres que ficam no Hospital de Base cobrindo o dia a dia da unidade hospitalar foram surpreendidos com um ofício emitido pela nova diretora da Fundação de Atenção a Saúde de Itabuna (Fasi), Karla Macedo, no qual dizia que os repórteres têm até 10 dias para deixar o espaço destinado à imprensa. 

O espaço, uma cabine com três compartimentos, destinados as três emissoras de rádio que cobrem o noticiário do Hospital de Base, foi inaugurado pelo então diretor-presidente, Silvane Chaves, na gestão passada, e atendia a toda imprensa de Itabuna, principalmente às três rádios AMs: Difusora, Nacional e Jornal, que ficam lá diariamente, conforme informou o Verdinho. 
Segundo os repórteres que atuam no local, não foi apresentada nenhuma justificativa para esta decisão. Eles acreditam que esta decisão foi uma forma que a direção do Hospital de Base encontrou para tentar calar a imprensa. “Eles querem nos tirar de lá para tentar nos calar. Para não divulgarmos ou denunciarmos as mazelas que acontecem no Hospital diariamente, afirmou o repórter Fábio Sousa, da Rádio Difusora.
Não podemos aceitar isso calados,a luta em defesa do povo e as denúncias contra quem quer que seja ,devem continuar,doa a quem doer #PJfalandoAverdade

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.