sexta-feira, 25 de novembro de 2016

GEDDEL DECIDE DEIXAR O CARGO APÓS DENÚNCIA ATINGIR TEMER E PADILHA

fddddddddddnnbmnmn
Envolvido em acusações de tráfico de influência para liberar a obra de um prédio onde comprou um apartamento, em Salvador, o ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria do Governo) pediu demissão do cargo nesta sexta-feira (25).
O pedido foi enviado por e-mail ao presidente Michel Temer. Geddel está na Bahia.A demissão chega um dia após ser tornado público o depoimento do ex-ministro da Cultura Marcelo Calero à Polícia Federal acusar Temer e o ministro Eliseu Padilha (Casa Civil) de também o terem pressionado para interceder em favor da obra ligada a Geddel.Em sua carta de demissão, Geddel afirma que tomou a decisão “diante da dimensão das interpretações dadas” ao episódio e do “sofrimento dos meus familiares”, com a repercussão do caso. Ele é o sexto ministro do governo Temer a cair.O ministro diz ainda que sua decisão foi objeto de “profunda reflexão” e que continua como um “ardoroso torcedor” do governo Temer.*Uol

GEDDEL,CODINOME ''BABEL''
Em outubro, O Antagonista contou que Geddel Vieira Lima havia sido delatado por Cláudio Melo, da Odebrecht. 
Hoje o site Buzzfeed publica que, "de acordo com planilha entregue pelo ex-diretor de relações institucionais da empreiteira Cláudio Melo", Geddel Vieira Lima recebeu "três parcelas de R$ 500 mil, pagas no dia 12 de agosto, 16 e 30 de setembro de 2010". 
E mais: 

"Na planilha entregue por Cláudio e que faz parte do acordo de delação premiada, Geddel é identificado pelo codinome “Babel”.

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.