quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

“Japa da Polícia Federal” é retirado de função devido à popularidade

O assédio ao policial federal Newton Ishii, que ganhou notoriedade da Operação Lava Jato e ficou conhecido como “Japa da Federal”, fez com que a instituição o afastasse do cargo de conduzir os presos até a viatura.  Segundo informações da Época, a popularidade do "Japa" poderia alertar eventuais alvos das operações e, por isso, ele parou de participar das prisões. É que a fila para selfies com o agente só aumentou nos últimos meses. Durante entrevista ao programa Se Liga Bocão, na noite desta terça-feira (26) os delegados Rony Silva, diretor regional da associação de delegados, e Leonardo Rodrigues, diretor de entorpecentes, ambos da PF, opinaram sobre a popularidade de Newton Ishii. “É uma coisa pirotécnica do brasileiro. Talvez se ele não fosse japonês ninguém estava falando dele. Ele é a pessoa que faz a condução do preso, ele não participa da Operação Lava Jato, não é agente da Operação, é um policial federal que faz a escolta do preso, inclusive não tem acesso à informação da investigação”.

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.