domingo, 29 de setembro de 2019

Caso Neymar: Justiça rejeita denúncias do MP contra Najila Trindade


Denúncias de extorsão e denunciação caluniosas foram rejeitadas; acusação de fraude processual,no entanto,foi aceita pela Justiça.Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
A Justiça de São Paulo rejeitou na sexta-feira(27)as denúncias de extorsão e denunciação caluniosas oferecidas pelo Ministério Público de São Paulo(MP-SP)contra a modelo Najila Trindade.As denúncias eram decorrentes das acusações de estupro e agressão contra o jogador Neymar em inquérito arquivado.No mesmo dia,porém,uma imputação de fraude processual contra a modelo e seu ex-marido,Estivens Alves, foi aceita pela Justiça paulista.O MP pode recorrer da decisão que tange ao caso da rejeição das denúncias de extorsão e denunciação caluniosas.Já em relação à fraude processual,Najila e Estivens têm dez dias para apresentar defesa por escrito.As informações são do portal UOL.A acusação de denunciação caluniosa se referia à denúncia de que Neymar teria praticado estupro e agredido a modelo.A denúncia por extorsão,por sua vez,referia-se à suposta tentativa de Najila de conseguir dinheiro junto ao pai do jogador em troca de seu silêncio.Por fim,no caso referente à acusação de fraude processual,a juíza Fabiola Oliveira Silva,da 31ª Vara Criminal,entendeu que Najila e seu ex-marido teriam tomado atitudes que dificultaram as investigações tanto em relação à acusação de estupro como no caso do suposto arrombamento do apartamento em que ela morava.Em caso de condenação,a pena prevista é de três meses a dois anos de detenção e multa.
SE VOCÊ tem alguma denúncia ou algo importante  e quer contar pra todos,colabore com a reportagem do BLOG PAULO JOSÉ e envie seu material para o e-mail: fvpaulojose@gmail.com
ADICIONE nosso WhatsApp 73 9 9941-5577



0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.