quarta-feira, 21 de novembro de 2018

Una: 05 anos de espera pela reintegração de posse,agricultores clamam por justiça


Pequenos agricultores de Una,no sul da Bahia,reclamam que não sabem mais a quem recorrer para retomar a posse da Fazenda Izaura,que foi invadida há cinco anos por um grupo liderado por uma mulher identificada como Valdeci Santos Cardoso.Os irmãos Vieira,15 herdeiros de João Vieira Filho,dizem não entender o porquê da justiça não conseguir fazer cumprir a lei. 
A agricultora Sra. Angelita Vieira, chora ao saber que a reintegração de posse foi suspensa
Os irmãos Vieira afirmam que, por quatro vezes, a justiça determinou a reintegração de posse, mas nenhuma delas foi cumprida. Eles relatam que a última decisão de reintegração da área foi concedida no mês passado e deveria ser cumprida na manhã da última quarta-feira (14), mas foram surpreendidos com uma liminar suspendendo a desocupação da área. 
Os pequenos agricultores chegaram a contratar e pagar, antecipadamente, dois caminhões para transportar os móveis da família. Além disso, compraram ferramentas e mantimentos para pagar depois. “Estávamos com tudo pronto para voltar para as nossas terras, mas na última hora fomos informados que a mesma justiça que determinou a reintegração concedeu mais uma liminar para invasora. Precisamos que a lei seja cumprida. As pessoas se apropriam de um bem de terceiros e ainda são protegidas”, revolta-se Luisa Vieira. 
DESESPERADOS 
Para lutar na justiça pela fazenda, os proprietários tiveram que fazer empréstimos e não conseguem quitá-lo porque estão sem renda. Parte dos herdeiros mora de aluguel em Una.Os agricultores ressaltam que não conseguem que a justiça seja feita, mesmo com a documentação da fazenda em dia. “Enquanto os verdadeiros donos não têm dinheiro para as necessidades básicas, os invasores estão há cinco anos lucrando com o patrimônio construído com muito trabalho pela nossa família”, reclama Luisa. 
Sem saber o que vai acontecer e sem dinheiro, a família Vieira acredita que a única alternativa é recorrer à Procuradoria-Geral do Ministério Público da Bahia. “Será que esse descaso estaria ocorrendo se fossemos grandes proprietários de terra? Minhas irmãs estão doentes por causa dessa situação. Na última vez, elas baixaram o hospital. Estamos desesperados não só por causa das dívidas, mas também com essa sensação de injustiça”, desabafa Luisa Vieira. 
A propriedade ocupada fica nas imediações do KM 36 da rodovia Una-São José da Vitória. De acordo com Certificado de Cadastro de Imóvel Rural (CCIR) emitido pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), a propriedade está no nome de João Vieira Filho, o pai dos pequenos agricultores.*Blog Pimenta
SE VOCÊ tem alguma denúncia ou algo importante  e quer contar pra todos,colabore com a reportagem do BLOG PAULO JOSÉ e envie seu material para o e-mail: fvpaulojose@gmail.com –ADICIONE nosso WhatsApp 73 9 9941-5577

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.