quinta-feira, 19 de maio de 2022

Canavieiras:PC prende homem acusado de abusar sexualmente de criança de três anos

 

Na tarde de quarta-feira,18,Policiais Civis da Delegacia Territorial de Canavieiras,deram cumprimento a mandado de prisão preventiva, expedido pela Vara Crime da Comarca de Canavieiras e prenderam na Praia da Costa,litoral canavieirense,um homem que está sendo investigado por prática de estupro de vulnerável,identificado como Jones Pelegrini Santos,50 anos.

Segundo a polícia civil de Canavieiras,o mandado de prisão é referente ao processo que tramita em segredo de justiça pela prática de estupro de vulnerável,fato ocorrido em meados de abril deste ano,tendo como vítima um bebê de 03 anos de idade.Ainda de acordo com a polícia,os investigadores já vinham monitorando o caso pois havia denúncia de que este mesmo fato já teria ocorrido em março com a mesma vítima e autor. Após a prisão Jones foi interrogado e recambiado ao presídio e se encontra à disposição da Justiça. 

ADICIONE o WhatsApp do Blog Paulo José-Compromisso com a Verdade,Compromisso com  Você! 73 9 9941-5577 http://Instagram.com/fvpaulojose e Clique aqui e siga nossa página no Facebook   



2 comentários:

  1. Nossa esse cara é filho do primeiro prefeito de arataca Zé baio... Que triste

    ResponderExcluir
  2. Comando espero que seja um bom jornalista ou blogueiro e assim que o caso tiver o desdobramento! O senhor dê o direito de resposta ao acusado!
    Pois o mesmo jura inocência! E o senhor não teve a decência de ouvir a parte acusada!

    ResponderExcluir

Regras do site:
Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;
2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.
Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.
3.Aviso: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do Blog Paulo José.

É LEI NO BRASIL – Todo jornalista tem o direito constitucional de revelar denúncias recebidas de fontes anônimas e manter o sigilo sobre elas.