sexta-feira, 24 de maio de 2019

Prefeitos tentam prorrogar mandatos. Se tiverem prestígio com Irmã Dulce…


Numa concorrida assembleia realizada ontem pela manhã,mais de 200 prefeitos baianos bateram o martelo:vão desencadear pressões junto aos seus deputados federais em favor da aprovação da PEC 56-2019,do deputado Rogério Peninha(MDB-SC),que prorroga os mandatos dos atuais prefeitos e vereadores por dois anos a pretexto de acabar no Brasil essa de eleições de dois em dois anos.A ideia em si é boa mas as circunstâncias atuais,ruins.Ou pior,tal mudança para valer já, eliminando as eleições de 2020,é quase impossível.Foto:Arquidiocese de Salvador
Pedras do caminho
Veja as pedras do caminho,segundo deputados baianos em Brasília.
1—A PEC precisa de dois terços,ou 307 votos,e grande parte dos deputados quer virar prefeito em 2020,o que dificulta o quórum.
2—Mesmo pressionado por prefeitos,o conjunto dos deputados tem também eleitores entre os que não são prefeitos,mas querem ser.Se agradar um, desagrada outro.É melhor calar.
3—Pautas como a da Previdência são prioritárias.De prorrogação,nem se fala.
Os prefeitos ancoram-se no fato de que colegas de outros estados, como Minas e Goiás,estão fazendo a mesma pressão,o que dá no mesmo.
De qualquer forma,os prefeitos baianos têm um trunfo:dos 417,só 74 se reelegeram em 2016,o que quer dizer que 343,um número recorde, estão aptos à reeleição.E Irmã Dulce,a santa baiana,está aí.
Levi Vasconcelos é jornalista político
S E VOCÊ tem alguma denúncia ou algo importante  e quer contar pra todos,colabore com a reportagem do BLOG PAULO JOSÉ e envie seu material para o e-mail: fvpaulojose@gmail.com
ADICIONE nosso WhatsApp 73 9 9941-5577


0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.