sábado, 27 de abril de 2019

Com a cabruca, o cacau usa o velho caminho no rumo de um tempo novo


Ainda hoje pagando uma dívida que parece interminável(em dinheiro e social)por conta do flagelo imposto pela vassoura de bruxa,a região cacaueira da Bahia já descobriu o mapa do caminho da redenção,a preservação ambiental com a produção de cacau e chocolate livre de agrotóxicos.Foto: Secom/Gov-BA -Fonte:Levi Vasconcelos
Agora,deu um novo salto.João Carlos Oliveira,secretário do Meio Ambiente do Estado,agrônomo,que é de Itabuna e já trabalhou na Ceplac,botou gás para desentocar o projeto que implanta um novo manejo da cabruca,uma aspiração de 20 mil produtores da região.
O que é
Cabruca é plantar o cacau debaixo da mata nativa,como fizeram os pioneiros.E o jeito continuava o mesmo,com 300 pés por hectare,o que dá uma baixa produtividade,de 20 arrobas.A partir de estudos feitos pelo Inema,especialistas da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC),Ministério Público e Produtores,produziu-se o modelo que permite plantar até 700 pés.
Segundo João Carlos,os ganhos são excepcionais:
— Moderniza o legado dos pioneiros com base científica abrangendo uma área de 300 mil hectares.Os produtores, que estão embalados com a crescente industrialização local do cacau,ou seja,a produção do chocolate,adoraram.Segundo João Carlos,a partir de uma compreensão saudável.
— É consenso que preservar é sobrevivência.
S E VOCÊ tem alguma denúncia ou algo importante  e quer contar pra todos,colabore com a reportagem do BLOG PAULO JOSÉ e envie seu material para o e-mail: fvpaulojose@gmail.com
ADICIONE nosso WhatsApp 73 9 9941-5577

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.