quarta-feira, 14 de novembro de 2018

Camacan:1ª Caminhada do Dezembro Vermelho dia 03;AIDS é um perigo real e que ainda não tem cura.


O “Dezembro Vermelho” surgiu em 1.987, quando a Assembleia Mundial da Saúde e a Organização das Nações Unidas (ONU) definiram que o dia 1 de dezembro seria o Dia Internacional da Luta Contra a AIDS.Se você não se lembrar dessa data, provavelmente vai lembrar dessa campanha de conscientização através do símbolo de uma fita vermelha cruzada. Vermelho é a cor do sangue e da paixão pela vida,o que também remete à forma como a AIDS é transmitida: pelo sangue.
Seja através de relações sexuais, de agulhas ou de mãe para filho na gestação,a AIDS ainda está sendo transmitida e, por isso,devemos levar para frente a campanha do Dezembro Vermelho.Na última década houve uma queda no número de casos e, então,o problema parecia que ia diminuir.Mas nos últimos anos, principalmente na América Latina,os casos voltaram a aumentar. 
Existem tratamentos à base de medicamentos, mas a cura da AIDS ainda não é certa.Por mais que os cientistas se empenhem em melhorar a qualidade dos remédios, ainda não existe uma solução para essa doença. E por isso a campanha de conscientização não pode cair no esquecimento.Por isso, procure se informar e levantar essa bandeira, pois a AIDS é um perigo real e que ainda não tem cura. Seja no mês de dezembro,ou em qualquer outra época do ano, compartilhe informações úteis sobre a prevenção e o tratamento da doença. Converse com os outros sobre o assunto e use o símbolo da faixa vermelha para mostrar que você é uma pessoa que se importa com os outros e que não quer que uma nova epidemia de AIDS aconteça. ''Pelo amor que temos pela vida,essa conscientização vale a pena ser levada para frente'',diz Ricardo Sturk da Equipe Eu Sem Fronteiras.
Adicione o BLOG PAULO JOSÉ no seu WhatsApp: (73) 9 9941-5577
Presenciou algo importante ou registrou em foto, áudio ou vídeo?
Então compartilhe com a gente.
WhatsApp do PORTAL: (73) 9 9941-5577

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.