quinta-feira, 15 de março de 2018

Anderson, um morto coadjuvante prestes a sumir na estatística


Anderson Pedro Gomes,o motorista assassinado juntamente com a vereadora Marielle Franco, tornou-se um morto coadjuvante prestes a sumir na estatística,assim como a esmagadora maioria dos 61.000 brasileiros vítimas de homicídio a cada ano. 
Anderson tinha 39 anos,vivia de bicos,amava um filho pequeno que nasceu com má formação e,como disse a sua viúva, Agatha Reis, não atuava em política.
“A revolta é claro que eu sinto, mas a gente acaba se acostumando. No final das contas,é mais um.É uma frase clichê,mas é isso”, disse Agatha.


0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.