quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

PM a paisana é acusado de sacar arma e causar terror em Itacaré;Policial negou tudo à nossa reportagem

No último domingo na praia da Tiririca,centenas de turistas teriam presenciado uma cena grotesca,por parte do Soldado da PM José Mário Setúbal Filho, de Matrícula 305080147,o soldado Setúbal,é acusado de ter sacado sua arma e agredido o trabalhador Luann Araújo,com diversos socos e tapas,segundo a vítima.
O SD PM Setúbal, disse à nossa reportagem  que nenhum veículo de comunicação da cidade de Itacaré noticiou esta informação,pois todos sabem que ele jamais faria isso,- “é uma tentativa de calúnia,difamação e distorção dos fatos”,contou.Ainda em conversa pelo WhatsApp ,com nossa reportagem,completou que isso tem lhe prejudicado,pois, segundo ele,a história verdadeira é outra totalmente diferente.Por fim,disse que seus advogados cuidarão do caso.Perguntado se já foi ouvido ,garantiu que no mesmo dia.Sugerimos que uma cópia de sua oitiva ,seja encaminhada à nossa redação ,para que o mesmo, tenha o direito sagrado de esclarecer e apresentar a sua versão. 
Em Depoimento Luann afirma que ao perceber um veículo grande puxando uma carrocinha de som, saindo da praia da Ribeira em direção ao centro da cidade, pegou sua moto e foi até a praia da Tiririca para segurar o trânsito, com intenção que o Veículo dirigido pelo policial, tivesse passagem livre e evitasse um grande engarrafamento, ao chegar no local onde o trabalhador Luann estava fazendo o bloqueio, o policial desceu do carro, questionando se o mesmo era guarda de trânsito e com a arma em punho, apontando a mesma para sua cabeça e começou a agredi-lo sem nenhuma justificativa, Luann informou ainda que a situação não ficou pior, por que alguns turistas e outras pessoas que acompanhavam o policial, interferiu na situação.
Depois do ocorrido tanto o trabalhador quanto seus familiares que são pessoas muito conhecidas da comunidade, foram ao comando da PM e na Delegacia, onde fizeram  o boletim de ocorrência, na esperança que o mesmo seja processado administrativamente e judicialmente pela agressão, por ameaça, por abuso de autoridade e por ter colocado em risco a vida de diversas pessoas que passavam pelo local.






4 comentários:

  1. Marginal fardado tem que ser investigado por muitos crimes cometidos. PM abra o olho não permita que a corporação seja denegrida por elemento como Este. O povo clama por justiça.

    ResponderExcluir
  2. No domingo passado, eu estava em Itacare com minha família assistimos um homem apontar uma arma na cabeca de um rapaz que tentava desobstruir o trânsito na praia da tiririca, foi uma cena horrível para meus filhos que começaram a chorar de desespero. Esse louco assassino só não matou o rapaz por que o
    povo começou a gritar. Agora vejo que o bandido é nada menos que um policial marginal. Como uma corporação de renome com a policia militar, pode dar uma carteira para um desequilibrado como esse? Lendo o blog vi quem era esse louco que apontava uma pistola para a cabeca do rapaz!

    ResponderExcluir
  3. Se querem saber quem realmente é esse marginal com carteira de policial , veja os boletins de ocorrência violenta que tem registrado na policia cívil por violência praticadas por esse elemento. Se o blog quiser publicar os BOs dele, é só ir a delegacia e solicitar.

    ResponderExcluir
  4. Nós moramos aqui em Itacaré sabemos da conduta do policial tenho certeza que essa historia tem alguma coisa errada ele uma pessoa competente no que faz e professor muito educado o indicie de criminalidade aqui no distrito caiu com sua acoes transformado vários jovens na musica mais tudo bem não e novidade não condenarem pessoas de bem veja o que fizeram com jesus cristo que de sua vida por todos nos.

    ResponderExcluir

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.