quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Índios que ocuparam fazenda ‘de Geddel’ cobram demarcação de área

Os Índios que ocuparam uma fazenda atribuída ao ex-ministro Geddel Vieira Lima e do irmão Lúcio Vieira Lima em Potiraguá, Médio Sudoeste, querem que a área seja demarcada. Ao todo, são 643 hectares (o que corresponde a 643 campos de futebol).
Conforme os ocupantes, que são da etnia Pataxó, há pelo menos três cemitérios indígenas na área e por conta disso, o local é considerado “sagrado”. Segundo informações, a investigação do caso, inicialmente feita pela Polícia Civil, foi encaminhada para a Polícia Federal de Vitória da Conquista, no sudoeste baiano, dada a competência federal para tratar questões indígenas.

Mesmo com a ocupação da área, o clima é de tranquilidade na região, segundo a Polícia Militar. A fazenda foi ocupada no sábado (23), por volta das 2h, quando cerca de 25 pessoas entraram na propriedade e não saíram mais.

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.