quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Acusado de matar dançarino Butterfly em 2013 na Bahia é condenado a 14 anos de prisão

 
Após 10h de julgamento, o mecânico Luan Santos Gonçalves, suspeito de matar a facadas, em 2013, o dançarino Daniel José de Oliveira Junior, conhecido como Lady Butterfly, na cidade de Porto Seguro, região turística no sul da Bahia, foi condenado, na noite desta quarta-feira (30), a 14 anos de prisão em regime fechado. A informação foi confirmada pela assessoria do juiz responsável pelo caso, André Marcelo Strogenski.
O júri popular que condenou o acusado, realizado no Fórum Osório Borges de Menezes, em Porto Seguro, começou por volta das 11h e só foi terminar às 21h. Ainda segundo a assessoria do juiz, a decisão cabe recurso.
Após o julgamento, Luan foi encaminhado ao presídio de Eunápolis, onde já estava custodiado há três anos e nove meses.
O início do julgamento estava previsto para às 10h, mas houve atraso na transferência do suspeito de Eunápolis para Porto Seguro. Ao todo, dez testemunhas de defesa e acusação serão ouvidas.
Daniel era dançarino da barraca Axé Moi, um complexo de lazer em Porto Seguro. A vítima se apresentava travestido de mulher. Ele morava sozinho e não deixou filhos.
Luan está no presídio de Eunápolis desde o dia 20 de novembro de 2013, quando foi preso na cidade de Vitória da Conquista, sudoete baiano. No momento da prisão, ele tentava fugir para a cidade de Três Lagos, que fica no estado do Mato Grosso do Sul. Para a polícia, ele alegou ter matado a vítima por legítima defesa.
Laudos periciais e exames de corpo de delito, no entanto, contestaram o depoimento dele. O delegado Élvio Brandão, responsável por investigar o caso, contou na época que não havia qualquer indício de legítima defesa, pois Luan não apresentava nenhum ferimento aparente. Ainda conforme o delegado, em momento algum Luan prestou socorro à vítima. O assassinato teria sido passional.

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.