quinta-feira, 30 de julho de 2015

Prefeitura de Guanambi multa em R$ 120 mil por atraso show de Simone e Simaria, Itabuna deveria adotar o mesmo em atraso de Aline Rosa

Uma lei nova do município de Guanambi tem provocado aplausos da população local, de acordo com o prefeito Charles Fernandes (PP). Programado para acontecer às 23h do último dia 18, o show da dupla Simone e Simaria começou mais de cinco horas depois e terminou com uma multa de R$ 120 mil para os organizadores da festa.
“Estou cumprindo a lei. Foi começar às 04h e tanto da manhã. É uma falta de respeito com a população, com as pessoas que foram para lá. Os produtores de evento estavam marcando festa para as 23h ou para 00h e fica o povo lá e a banda começando a tocar na hora que eles querem. Então, de agora para frente, eu vou agir no rigor da lei. Se colocaram o show para tal horário, divulgaram, eu tenho um fiscal lá para dizer se a festa começou no horário. Se não começou, serão multados no rigor da lei”, bradou o gestor.
Prefeito. Foto: Lay Amorim / Brumado Notícias
Prefeito. Foto: Lay Amorim / Brumado Notícias
Foram multados o empresário Elieser Morais, de Guanambi, e a empresa 29Mix, de Vitória da Conquista. O destino do recurso, entretanto, acabou não definido pela lei municipal. “Pela lei não diz, mas esse destino que eu quero colocar seria para área de assistência social”, sinalizou Fernandes, que não esconde o caráter pedagógico da multa. “É uma multa altíssima. Já foi lavrado o auto e emitido o DAM. Se não pagar de um jeito, entra na justiça para ver, para correr atrás. Não estou contra ninguém que ganha seu dinheiro. Mas que respeite o público, respeite a população que foi para lá”, frisou.
Aline Rosa durante a apresentação em Itabuna.
Enquanto isso, em ITABUNA…
No domingo (26), a cantora Aline Rosa estava prevista para se apresentar no último dia da festa de comemoração aos 105 anos da cidade. A cantora levou mais de 3 horas para chegar até o circuito da festa. Ela e sua equipe estavam no Palace Hotel. O motivo para o atraso não foi justificado e o público ficou descontente com a falta de respeito. Corria a boca miúda que Aline só subiria no palco após o cachê do seu show ter sido pago. Após horas de conversa e negociação Aline subiu ao palco e realizou o show. Se a Lei estivesse sancionada e em vigor no município, a cantora seria obrigada a cantar, caso contrário sofreria multa.

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.