quarta-feira, 5 de outubro de 2016

ITABUNA: Mangabeira venceu, mas pode não levar

Segundo as regras das eleições deste ano. O candidato mais votado em Itabuna foi Fernando Gomes mas, como ele está impugnado, seus votos não foram contados para o resultado da eleição. Por isso, o mais votado oficialmente foi Antônio Mangabeira, com 18.813 (26,41%) votos, seguido de Augusto Castro com 17.903 (25,13%).
 Depois deles vieram os ex-prefeitos José Nilton Azevedo (17.257 votos ou 24,22%) e Geraldo Simões (8.104 votos ou 11,38%), Davidson Magalhães (5.973 votos ou 8,38%). Zé Roberto do PSTU terminou com 2.168 votos (3,04%), à frente de Coronel Santana (708 votos ou 0.99%) e Mister Cuca (313 votos ou 0,44%)
Fernando Gomes está inelegível mas insistiu em manter a candidatura. “Ficha-suja”, com múltiplas condenações nos tribunais de contas dos Municípios e da União, ele teve seu registro negado, mas recorreu ao TRE em Salvador.
 Segundo a Lei Complementar nº 64/1990, art. 18 e a Lei n° 9.504/1997, art. 16-A, caso os recursos de Gomes sejam rejeitados, todos os seus votos serão considerados nulos.
    O Parágrafo Único da Resolução do TSE 23.456 diz que, se na data da posse não houver candidato diplomado, a cidade será governada pelo presidente da Câmara dos Vereadores, que será eleito no dia 1 de janeiro. Ele ficará no cargo até que o TRE faça nova eleição.
      O prazo que o TRE leva para fazer uma nova eleição gira em torno de um ano. Neste período, Itabuna será administrada por alguém que foi eleito para ser vereador, com uma quantidade de votos que não lhe daria nem o sexto lugar para prefeito.       
      Perdedores e vexames
      O maior perdedor desta eleição é o ex-prefeito Geraldo Simões, que tinha um cacife de 30 mil votos em Itabuna mas hoje ficou reduzido a cerca de 8 mil. Ele e outro ex-prefeito, Azevedo, perderam para um novato na política e não tiveram nem um terço dos votos de antigamente. Entre os vereadores, chama a atenção votação pífia de atuais e ex-vereadore, como Rui Machado, Roberto de Souza, Gegéu Filho, Nadson Monteiro, Capitão Fábio, Ailson Souza, Valter Socorrinho, Carlos Coelho, Adilson José e Loiola. Mais as dezenas de mulheres com menos de 10 votos.
  Estas são inscritas apenas para que o partido cumpra a exigência legal de ter 30% de mulheres entre os candidatos. É mais uma lei feita para criar um benefício que ninguém precisava. A maioria das mulheres não têm interesse em entrar para a política e o resultado é esta farsa em cada eleição.
     A nova Câmara

  Os novos vereadores a partir de janeiro são Ninho, Aldenes Meira, Pastor Francisco, Ronaldão, Júnior do Trator, Manoel Junior, Jairo Araújo, Chico Reis, Junior Brandão, Alex da Oficina, Antonio Cavalcante, Nel do Bar, Milton Gramacho, Beto Dourado, Ricardo Xavier, Baba Cearence, Charliane Souza, Zico, Chicão, Robinho e Enderson Guincho.

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.