sexta-feira, 4 de março de 2016

Juízes Federais negam excessos durante Operação Lava Jato

Créditos: Foto: Divulgação
A Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) reagiram aos ataques de que haveriam excessos durante a execução da 24º edição da Operação Lava Jato, feito po Luiz Inácio Lula da Silva, em entrevista coletiva na tarde desta sexta-feira (04). Em nota eles afirmaram que juntamente com o Ministério Público, da Receita Federal e da Polícia Federal, “agiram nos estritos limites legais e constitucionais, sempre respeitando os direitos de ampla defesa e do devido processo legal, sem nenhuma espécie de abuso ou excesso”.Ele ainda negaram o espetáculo midiático, e o enfoque político por parte dos agentes estatais incumbidos desta tarefa, afirmando que agiram no mais absoluto cumprimento das funções públicas."O Estado Democrático de Direito pressupõe respeito a instituições e autoridades constituídas, que são alicerces fundamentais para a vida justa e harmônica em qualquer sociedade contemporânea. As incitações para retaliações e violências, inclusive pelas redes sociais, não são compatíveis com os valores democráticos e constitucionais”.
A nota defende ainda a ideia de que a lei é para todos e que ninguém está imune à investigação penal, caso tenha cometido algum crime. “A Ajufe e as associações regionais e seccionais que legitimamente representam os magistrados federais do Brasil não se intimidarão com qualquer tipo de ameaça e reforçam a confiança e o apoio aos agentes públicos, em especial aos juízes e servidores da Justiça Federal, para continuarem a agir nos termos legais e constitucionais, sem se afastar do seu destino maior de servir à sociedade e distribuir justiça”, concluiu.

0 comentários:

Postar um comentário

Regras do site:


Não serão aceitos comentários que:

1. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

2. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no site os comentários que respeitarem as regras acima expostas.